Instagram Top Grid

Siga-me no:

Em algum momento da vida a maioria das garotas já pensou em ter nascido menino, bem se você não, eu já pensei várias vezes. Sempre comparava as vantagens que meus primos e irmãos tinham em relação a mim. Era poder sair quando e para onde quisessem, chegar em casa e contar das namoradas sem nenhuma discriminação, enquanto eu deveria ter uma postura recatada, deveria ser a princesa que eu nunca quis ser.

Quando se é criança você não questiona muito por que só ganha boneca ou não pode brincar com terra, mesmo que pergunte aceitamos respostas como “porque sim” e seguimos em frente. Começam desde cedo os ritos de só ganhar roupas e presentes rosa, usar laços no cabelo, não sentar de pernas abertas, ser uma mocinha. São tantas cobranças que recebemos ao ser criança que sufoca qualquer um, e quando crescemos a situação não melhora.

Mas o que muda com o amadurecimento é que passamos a questionar a causa de certas coisas, e isso chega para todos independente do gênero. Buscamos liberdade, e é algo renegado as mulheres durante muitos séculos.

Você mora em casa com seus pais, e aos 15 anos não deve nem mencionar o nome de rapazes enquanto seu irmão já traz a namorada para dormir em casa, não é justo né?Sua amiga que ficou com mais de 2 meninos em uma noite já está sendo de taxada de piranha, sendo que todos os meninos fazem o mesmo e são exaltados nos grupinhos.Seu pai cobra um comportamento exemplar, nada de roupas curtas, nada de garotos, não fale palavrões, não seja barraqueira, faça as tarefas de casa, não deixe seu quarto desarrumado, afinal de contas você é uma MENINA.

Fora de casa as exigências são as mesmas mas com acréscimos, ter um corpo perfeito, cabelo perfeito de acordo com os padrões e estes inatingíveis.Nós mulheres devemos sempre estar insatisfeitas e continuar enriquecendo as industrias cosméticas, colocar silicone, fazer academia, alisar o cabelo e nunca alcançar o ideal, que são mulheres como a da capa da revista visivelmente editada. Tudo isso para agradar ao sexo masculino.

Já tiveram épocas que mulheres não podiam trabalhar, estudar ou ter direito ao voto. Tinham que aceitar a infidelidade dos maridos, ser legalmente propriedade deles e a que não apanhasse tinha sorte porque não havia leis que garantissem o contrario. Quantas de nós tiveram que morrer só para hoje eu poder estar aqui escrevendo isso.

É ai que o feminismo entra. Não ache que são mulheres sem sexo, com pernas e sovacos cabeludos que desejam poder sobre os homens, feminismo é questionar todo esse tratamento desigual entre os gêneros e querer a igualdade, chega de tarefas domésticas como função feminina ou ter que ser gostosa para casar, ter filhos e conquistar a felicidade plena.

Somos domesticadas desde o berço para sermos dóceis e submissas. Escravas do lar seria o termo correto, mas é realmente isso que queremos? Para onde vão nossos sonhos, e se eu não quiser casar ou muito menos gostar de homens, devo ser crucificada por isso?

Nós mulheres temos direito a liberdade tanto quanto os homens, e ser feminista não é só deixar de ligar para o que os outros vão falar, é não se calar, lutar pelas mulheres que sofrem violência doméstica, são violentadas e não tomam decisões sobre a própria vida. Então se você também se importa com essas mulheres e não aceita o papel que te designaram nessa sociedade machista, minha amiga você é Feminista.

 

assinatura Sá ollebar

5
Compartilhe

Você também pode gostar

Comentários no Facebook